Follow by Email

Saturday, May 28, 2011

Para perder o medo de voar
Não adianta dizer que o avião é o meio de transporte mais seguro do mundo. Para quem tem medo, as estatísticas pouco importam, pois nada é capaz de aliviar a tensão. Basta entrar na aeronave para a mão começar a suar, a boca secar e o coração acelerar. Mas, segundo o comandante Luiz Bassani, todo esse pânico pode ser resolvido com a informação. Para tentar amenizar esse medo que atinge tantos viajantes ao redor do mundo, ele acaba de lançar o livro O Mundo do Avião - E Tudo que Você Precisa Saber para Perder o medo de Voar , pela Editora Globo.Bassani conta que a idéia do livro surgiu no dia-a-dia de seu trabalho. Quando percebia que estava levando a bordo uma pessoa que tinha medo de voar procurava acalmá-la dando explicações sobre todos os mecanismos de uma aeronave. Também fazia questão de levá-la até a cabine de comando. “Percebia que elas, tendo as respostas para suas dúvidas e entendendo melhor o procedimento de uma aeronave, ficavam mais aliviadas”, conta.No livro, o ex-piloto tentou resumir as dúvidas mais corriqueiras ouvidas nos seus 31 anos de profissão e 17 mil horas de vôo. A publicação fala de todo o processo que envolve uma viagem, desde a formação de um piloto até sobre os rituais de planejamento de um vôo, como o estudo de cartas meteorológicas, escolha de rota e checagem de aeroportos alternativos para emergências.O Mundo do Avião esclarece ainda, de maneira simplificada, o pouso e a decolagem e a tão temida turbulência, segundo o autor, a maior causa de pânico. “A grande dúvida é a turbulência. Todo mundo fala que o avião cai no vácuo, mas isso não existe”, diz. A explicação, de acordo com ele, é a seguinte: o avião se apóia sobre um colchão de ar firme. Mas, às vezes, ele passa por camadas de ar um pouco mais instáveis. Isso ocorre porque as moléculas se movimentam por inúmeros fatores, como, por exemplo, a mudança de temperatura. Durante a turbulência, o piloto tenta encontrar uma nova camada de ar firme estável, por isso você sente que ele perde altitude, o que gera aquele desagradável frio na barriga.Arremetida – Outra questão freqüente, e preocupação dos passageiros, é sobre a arremetida – quando o avião está pousando e tem de decolar novamente, antes que encoste na pista. “Arremeter é mais fácil que decolar porque a aeronave já está voando. Arremetida é como se você tivesse de fazer um retorno porque errou a entrada”, simplifica. Segundo Bassani, o avião só cai por dois motivos: se ele for derrubado ou se perder uma superfície aerodinâmica, como a asa ou a cauda.Para o comandante, quem tem medo de voar não pode ter vergonha de dizer. “Se os comissários souberem do medo eles vão ajudar no que precisar. Não posso garantir que 100% deles estão preparados para a situação, mas a maioria sabe explicar o que é o barulho, a instabilidade etc.”Além da parte técnica, o livro também conta com uma seção inteira dedicada ao bem-estar e dicas de viagem. Traz alguns exercícios de relaxamento para aliviar a tensão durante o vôo, conversões de medidas de calçados, roupas e temperatura, telefone das principais embaixadas brasileiras em todo o mundo e até uma lista do que não pode faltar em sua mala de mão. Remédio contra enjôo, escova e pasta de dentes, hidratante para mãos e corpo são alguns dos itens fundamentais.A hidratação, aliás, é algo que tem de ser feito regularmente durante a viagem. Como a umidade do ar na aeronave é muito baixa é indicado que se beba um copo dágua a cada uma hora. É só seguir os conselhos do comandante e boa viagem.
Posted by Picasa

No comments:

Post a Comment